Acreditamos que, enquanto o sacrifício de Cristo na cruz nos redime e nos conduz da identidade pecaminosa de Adão para a  nossa nova vida em Cristo, tornamo-nos diariamente parecidos com Jesus e cumprimos nossa missão no reino de Deus. visão de reino

Acreditamos que, enquanto o sacrifício de Cristo na cruz nos redime e nos conduz da identidade pecaminosa de Adão para a  nossa nova vida em Cristo, tornamo-nos diariamente parecidos com Jesus e cumprimos nossa missão no reino de Deus.

VISÃO: Ser uma continuidade do que Jesus iniciou: A chegada do Reino de Deus entre nós.

MISSÃO: Manifestar-se como expressão espiritual, cultural e histórica do reino de Deus, vivendo a

bíblia de modo relevante para a transformação das realidades a sua volta.

Nossos valores, Bíblia: Assumimos o compromisso de nos mantermos bíblicos e contemporâneos, buscando  fidelidade na proclamação do evangelho para nossa geração.   Oração: Como firme resolução para a vida, oração contemplativa, oração como se sabe e oração como se deve. Oração como um caminho, uma jornada a ser perseguida, e não simplesmente um alvo ou tarefa.   Adoração: Adoradores são, em última análise, imitadores. O Pai procura os verdadeiros “imitadores” que estejam dispostos a imitar seu Filho em espírito e em verdade.   Louvor: Como expressão primeira de gratidão pela vida, pelo que nosso Pai É. Pois dEle, por Ele e para Ele são todas as coisas.   Comunidade: Viver a máxima expressão da comunidade dos agraciados! Viver a prática do comum, lembrando constantemente que o Pai é nosso, o pão é nosso, o perdão é nosso e o livramento é nosso. Logo, nada nos faltará.   Edificação: Crescimento e amadurecimento através da constante destruição dos conceitos e paradigmas da religiosidade, e plantação e edificação de um evangelho integral. Ressignificação do maior sonho de Deus para seus filhos: Viver como Jesus viveu.   Salvação: Os salvos pela graça não conseguem mais viver de outro modo que não seja para a glória do Pai. Assim sendo, pregarão o evangelho constantemente, por suas palavras e através de suas vidas, a salvação e redenção dos pecadores.

Bíblia: Assumimos o compromisso de nos mantermos bíblicos e contemporâneos, buscando  fidelidade na proclamação do evangelho para nossa geração.

 

Oração: Como firme resolução para a vida, oração contemplativa, oração como se sabe e oração como se deve. Oração como um caminho, uma jornada a ser perseguida, e não simplesmente um alvo ou tarefa.

 

Adoração: Adoradores são, em última análise, imitadores. O Pai procura os verdadeiros “imitadores” que estejam dispostos a imitar seu Filho em espírito e em verdade.

 

Louvor: Como expressão primeira de gratidão pela vida, pelo que nosso Pai É. Pois dEle, por Ele e para Ele são todas as coisas.

 

Comunidade: Viver a máxima expressão da comunidade dos agraciados! Viver a prática do comum, lembrando constantemente que o Pai é nosso, o pão é nosso, o perdão é nosso e o livramento é nosso. Logo, nada nos faltará.

 

Edificação: Crescimento e amadurecimento através da constante destruição dos conceitos e paradigmas da religiosidade, e plantação e edificação de um evangelho integral. Ressignificação do maior sonho de Deus para seus filhos: Viver como Jesus viveu.

 

Salvação: Os salvos pela graça não conseguem mais viver de outro modo que não seja para a glória do Pai. Assim sendo, pregarão o evangelho constantemente, por suas palavras e através de suas vidas, a salvação e redenção dos pecadores.

Quem somos, Ou a comunidade se conecta, ou nada tem em comum. Ou a ovelha tem rebanho, ou o Sumo Pastor não a pastoreia. Assim como não existe pessoa sem família, não existe cristão sem igreja, ou ovelha sem rebanho. A verdadeira vida acontece face a face. A Visão de Reino quer ardentemente viver tal realidade, pois entende que não existe possibilidade de viver sem conviver, e que é nos relacionamentos que transmite onde está o amor do Pai, revelado no Filho e selado em nós pelo seu Santo Espírito. A Trindade é uma comunidade perfeita. Precisamos uns dos outros. Embora a cultura e geração que vivemos nos impulsionem a viver nossas individualidades, reconhecemos que Jesus morreu na cruz para tornar possível a unidade da igreja, um corpo com distintos membros, mas em perfeita aderência e sintonia. Um contrassenso gigantesco ao nosso ego adâmico. TUDO EM COMUM, este precisa ser o lema de uma comunidade que anseia desesperadamente ter visão de reino, uma visão que erradica a praga do individualismo, traz sensibilidade quanto ao próximo e vive para a glória da trindade. visão de reino

Ou a comunidade se conecta, ou nada tem em comum. Ou a ovelha tem rebanho, ou o Sumo Pastor não a pastoreia. Assim como não existe pessoa sem família, não existe cristão sem igreja, ou ovelha sem rebanho. A verdadeira vida acontece face a face. A Visão de Reino quer ardentemente viver tal realidade, pois entende que não existe possibilidade de viver sem conviver, e que é nos relacionamentos que transmite onde está o amor do Pai, revelado no Filho e selado em nós pelo seu Santo Espírito. A Trindade é uma comunidade perfeita. Precisamos uns dos outros. Embora a cultura e geração que vivemos nos impulsionem a viver nossas individualidades, reconhecemos que Jesus morreu na cruz para tornar possível a unidade da igreja, um corpo com distintos membros, mas em perfeita aderência e sintonia. Um contrassenso gigantesco ao nosso ego adâmico. TUDO EM COMUM, este precisa ser o lema de uma comunidade que anseia desesperadamente ter visão de reino, uma visão que erradica a praga do individualismo, traz sensibilidade quanto ao próximo e vive para a glória da trindade.

Identidade digital, visão de reino
nossa história, visão de reino

Sabemos que nascemos antes da fundação do mundo, ou na promessa abraâmica, ou ainda em atos 2. Entretanto, nascemos na história em 12 de outubro de 2011, um pequeno grupo vindo de contextos consideravelmente similares, cultural e socialmente. Mas, cada um com sua história. Uns com muito futuro, outros com mais passado do que futuro. Nossa maior surpresa no entanto, foi rapidamente descobrir que mesmo com nossas semelhanças, espiritualmente havia uma jornada a ser iniciada. Que maravilhoso tem sido saborear a vida sabendo que caminhos são para jornadas, lindas jornadas, e não apenas para chegada, para destinos. E iniciamos. Estamos no começo, somos ainda bebês acalentados nos braços da graça. Pensávamos estar prontos, pensávamos que apenas algumas semanas e a “igreja” já estaria madura e “cumprindo sua missão”. Não sabíamos o que era missão, ainda estamos iniciando esta descoberta. Aliás, muita coisa estamos iniciando, descobrindo, repensando, ressignificando.  A ordem é arrancar, destruir e edificar e plantar. Deus está em missão, esperamos – na história – fazer parte da missão de Deus, do reino de Deus.

No que cremos, Na bíblia, e tão somente a bíblia, é adotada pela Visão de Reino como autoridade máxima e legítima para tudo que faz. Do anúncio das Boas Novas, aos direcionamentos e orientações, até suas mais singelas decisões. Acreditamos que somente a Palavra inspirada por Deus, suficiente, inerrante e infalível, nos fará reconhecidamente discípulos, aprendizes de Jesus, que nos deu por sal da terra e luz do mundo. A bíblia, em toda sua completude e intensidade, lida, estudada, explicada, aplicada, compartilhada e contextualizada, trará a vida de Deus para nossa alma faminta. visão de reino

Na bíblia, e tão somente a bíblia, é adotada pela Visão de Reino como autoridade máxima e legítima para tudo que faz. Do anúncio das Boas Novas, aos direcionamentos e orientações, até suas mais singelas decisões. Acreditamos que somente a Palavra inspirada por Deus, suficiente, inerrante e infalível, nos fará reconhecidamente discípulos, aprendizes de Jesus, que nos deu por sal da terra e luz do mundo. A bíblia, em toda sua completude e intensidade, lida, estudada, explicada, aplicada, compartilhada e contextualizada, trará a vida de Deus para nossa alma faminta.

No que cremos, biblia, visão de reino